Paróquias festejam Sant’Ana, avó de Jesus

Muita gente acordou cedo nesta segunda-feira, 26, para festejar Sant’Ana, avó de Cristo e padroeira das cidades de Barroso e Lavras. No dia festivo, missas e homenagens marcaram a festa da santa.

Sant’Ana é a mãe de Nossa Senhora e avó de Jesus. Sobre ela, porém, há poucos dados biográficos. As referências que chegaram até nós sobre os pais de Maria foram deixadas pelo Evangelho de Tiago, um livro escrito provavelmente no primeiro Século e que não faz parte dos Evangelhos Canônicos, ou seja, aqueles reconhecidos pela Igreja como oficiais. Em hebraico, Ana exprime “graça”.

Segundo a tradição, Ana era estéril e de idade avançada. Pela sua vida de fé e temos a Deus, ela e Joaquim, seu esposo, teriam sido agraciados por Deus com o nascimento da Virgem Maria.

Segundo o bispo, Dom José Eudes Campos do Nascimento, mais um ano a festa foi realizada de forma tímida devido a pandemia. Em sua homilia, o bispo falou sobre as mortes por Covid e os trabalhos incansáveis dos profissionais de saúde. O bispo também lembrou a figura do idoso e o papel dos avós de Jesus na história da salvação.

“Junto com São Joaquim, eles formaram uma família temente a  deus e colaboração com a história da Salvação. Deus conta com os idosos. Enquanto a sociedade muitas vezes descarta os idos, Deus, em sua infinita sabedoria, soube usar dessas pessoas para realizar seu plano salvífico. Abraão, Sarah, Ana e João são alguns desses exemplos”, pontua.

Na cidade de Barroso, dentro da tradicional programação, haverá algumas novidades como um maior número de celebrações, a benção da nova imagem de São Cristóvão e a rifa solidaria que será sorteada na 4° edição da live “Cantando a vida e a fé”.

A festa neste anos contará com reflexões sobre a carta encíclica Lumen Fidei (Luz da Fé). Afinal, em tempos de tantos medos, incertezas e provações, todos são convidados, enquanto cristãos, a se apegar na fé para suportar os momentos de provações e adversidades.

Na cidade, houve diversos horários de missas e procissão motorizada pelas ruas da cidade.

Com informações da Diocese de São João Del-Rei