Notícias da Diocese

Paróquias celebram o Sagrado Coração de Jesus e reforçam a devoção através dos membros do AO

Com certeza você já deparou com alguém, durante a celebração litúrgica, com uma fita vermelha acetinada próximo ao pescoço. Se você não sabia o motivo, saiba que a pessoa é um membro do Apostolado da Oração (AO), um Movimento Eclesial, que procura viver a espiritualidade apostólica e Eucarística, brotada do Sagrado Coração.

O Apostolado da Oração é composto por leigos católicos cuja finalidade é a santificação pessoal e a evangelização, que se oferecem, de forma cotidiana, para a continuidade da obra de redenção.

“É necessário honrar a fita, porque ela simboliza o amor de Cristo por nós e também o compromisso que assumimos com Ele. A fita estreita é a fita do zelado, aquele que está começando a trilhar os caminhos do Apostolado. A larga é a do zelador, que busca novos caminhantes para ajudá-lo a servir”, explica o Diretor Espiritual do movimento na diocese, padre João Dantas.

Com a atual situação vivenciada por causa da pandemia, representantes do movimento celebraram na sexta-feira, 19, a festa do Sagrado Coração de Jesus.

Na Paróquia Nossa Senhora da Conceição, na cidade de Prados, representantes do Movimento fizeram o desagravo da imagem do Sagrado Coração de Jesus.

FESTA DO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS

A Igreja celebra a Festa do Sagrado Coração de Jesus na sexta-feira da semana seguinte à Festa de Corpus Christi. O coração é mostrado na Escritura como símbolo do amor de Deus. No Calvário o soldado abriu o lado de Cristo com a lança (João 19,34).

Jesus é a Encarnação viva do Amor de Deus, e seu Coração é o símbolo desse Amor. Por isso, encerrando uma conjunto de grandes Festas (Páscoa, Ascensão, Pentecostes, Santíssima Trindade, Corpus Christi), a liturgia leva a contemplar o Coração de Jesus.

Na Diocese de São João del-Rei, muitas paróquias realizaram transmissões de missa e conduziram momentos de oração e benção. Em Minduri, sudoeste de Minas-Gerais, a programação contou ainda com uma carreata pelas suas da cidade.

Em alguns lugares houve o desagravo da imagem de Jesus Cristo que ilustra uma reparação da ofensa sofrida em sua paixão e morte de cruz. O rito consiste na retirada da coroa de espinhos e na colocação da coroa dourada (ou de flores) como forma de reconhece-lo como Rei do Universo.

Na Paróquia Nossa Senhora de Nazaré, na cidade de Nazareno, a programação contou com uma live musical em homenagem a data que celebra o título de Cristo. Músicas como “Força e Vitória” e “Um Coração Para Amar” foram entoadas pelos jovens juntamente com o pároco, padre Fabio José Damasceno.

Com informações da Diocese de São João Del-Rei

Paróquia de Sant'Ana do Barroso
Criada por provisão episcopal de 17 de janeiro de 1884. Foi fundada por Antônio da Costa Nogueira em 1729.