Com a Missa do Crisma adiada, bispo envia mensagens aos sacerdotes devido a Renovação das Promessas

Mais uma vez a Diocese de São João del-Rei adiará a celebração do Crisma (ou da Unidade), marcada pela Consagração dos Santos Óleos e pela Renovação das Promessas Sacerdotais. Devido a pandemia da Covid-19 e a necessidade de se respeitar o distanciamento social, a celebração não vai ser realizada na Quinta-Feira Santa, dia 01º.

Nesta celebração o bispo, rodeado pelos seus presbíteros concelebrantes, os quais renovam o que prometeram na Ordenação sacerdotal. Esta celebração da Missa do Crisma, presidida pelo bispo, “é considerada uma das principais manifestações da plenitude do seu sacerdócio e sinal de estreita união dos presbíteros com ele…” (Pontifical Romano, 2ª Ed. Paulus, 2004, pp. 525-527, nn. 1, 6 e 14. Cf. tb. Missal Romano – Missa do Crisma, pp. 235ss).

O ato de Renovação das Promessas Sacerdotais foi aderido a importante celebração após a reforma litúrgica do Vaticano II. Jesus, junto com a eucaristia, instituiu também o sacerdócio, dizendo aos apóstolos: “Fazei isto em memória de mim”. Por isso, na Quinta-Feira Santa, de manhã, os sacerdotes das dioceses concelebram com seu Bispo na Missa do Crisma, como sinal de unidade e de comunhão sacerdotal. O bispo, os sacerdotes e diáconos participam do mesmo sacerdócio de Jesus Cristo, embora em graus diferentes.

“Somos ungidos para dar continuidade a missão de Cristo. Fomos ungidos para a missão, para desinstalar-nos de nosso pequeno jardim e nos abrirmos aos mais amplos horizontes. Que renovando nossas promessas, saibamos nos comprometer com Deus e com os irmãos de sermos ‘homens de oração’, certos de que assumimos uma missão e não uma função. Somos feliz por saber que nosso bom povo apoia os nossos padres e isso nos fortalece. Saber que nós estamos a serviço de todos e, que todos, com espírito de fé, nos acolhe e nos ajudam a exercer o nosso ministério. E que continuem rezando pela perseverança e santificação do clero. Rezem por mim também”, destaca o bispo diocesano, dom José Eudes Nascimento.

Assim como em 2020, a celebração será remarcada de acordo com a flexibilização das orientações e a diminuição dos casos de coronavirus.

Com informações da Diocese de São João Del-Rei